sábado, 13 de outubro de 2012

O PRUMO NA MÃO DE DEUS


“Mostrou-me também assim: e eis que o Senhor estava sobre um muro levantado a prumo: e tinha um prumo na sua mão.
E o Senhor me disse: Que vês tu Amós? E eu disse: Um prumo. “Então disse o Senhor: Eis que eu porei o prumo no meio do meu povo Israel”. Am. 7: 7,8

Estamos de passagem por este mundo, peregrinos somos, a cada dia enfrentamos desafios  e chegamos a perguntar: Será que Deus está me provando? Ou o que está querendo me ensinar?

Na verdade os olhos de Deus nunca se apartaram de nós; como um pai cuidadoso, ele a  cada dia quer ensinar-nos algo novo, fortalecer a nossa fé, influenciar no fortalecimento do nosso caráter cristão, e fazer-nos caminhar em retidão.

Há lições fáceis de assimilar, outras são mais difíceis, isso não quer dizer que Deus tenha prazer em ver-nos aflitos ou amargurados  para então nos ensinar lições novas, mas é fato que ele nos ensina através das turbulências que enfrentamos. Tribulações podem transformar-se em grandes lições de vida, que nos ajustam e nos nivelam segundo a sua vontade.

Amós foi um profeta de Deus no 8º  século AC. Na  terceira visão que ele teve, viu o Senhor medindo Israel com um prumo (um cordão com um pêndulo em uma das extremidades). O prumo é usado pelos construtores para manter a verticalidade das paredes.  Naquele ato revelava o exame feito por Deus sobre a conduta de Israel, pois ele havia feito uma planta original para o seu povo. Porém no exame Israel foi encontrado fora do prumo.

Em uma construção muitas ferramentas são usadas, grandes e pequenas, mas o prumo é uma das mais simples e mais baratas, mas de uma importância impar, tanto que, é a que mais se utiliza, e sem ela não se pode construir um prédio, uma casa, uma parede. Um prédio levantado sem prumo não tem segurança, fica torto, oferecendo perigo para quem está dentro ou próximo a ele, pois a qualquer momento poderá ruir.

A Bíblia é o prumo de Deus que verifica se estamos no nível ou não, ela afere  a nossa conduta, o nosso proceder. O crente que está esperando a volta de Jesus precisa estar no prumo de Deus, no nível da Palavra. Não podemos viver dos “achismos”, mas segundo a verdade, e a Palavra de Deus é a verdade. Jesus na oração sacerdotal disse: ”Santifica-os na verdade, a tua Palavra é a verdade”Jo. 17: 17

Muitos cristãos envergonham o Evangelho, seguindo a corrente do mundo, se nivelando ao mundo, se identificando com o mundo e suas paixões, levando uma vida de derrotas, com altos e baixos; porque não aceitam ser aferidos e nivelados pela Palavra de Deus. O nosso espírito, alma, e corpo precisam estar no nível da vontade de Deus.

Deus está com o seu prumo na mão, sobre um muro levantado a prumo, segundo a visão; isso fala de segurança, firmeza. Qual seria o resultado se fossemos examinados pelo prumo de Deus? É uma boa pergunta; cada um examine-se a si mesmo, e responda para si mesmo. Se o prédio está torto, vamos derrubá-lo ou implodi-lo, reconstruindo-o pela planta original com o prumo de Deus. Prédio reconstruído, decoração se faz necessária: o amor, o perdão, a misericórdia, a bondade, a benignidade etc. O mundo está carente destas virtudes, e quem lhes poderá oferecê-las? Nós, como povo escolhido de Deus.

Breve Jesus voltará para levar o seu povo, estarão de fora os que estão fora do prumo e não queiram ser reedificados. Ainda é tempo, “Humilhai-vos pois debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte. 1 Pe. 5: 6   
Shalon Adonai.
                                                       Rosa  Maria Cunha    ( rosamariacunha2012.blogspot.com.br )

O ATLETA CRISTÃO


  “ Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.  E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível, nós, porém, uma incorruptível. Pois eu assim corro, não como a coisa incerta: assim combato, não como batendo no ar.”   1 Co. 9:24- 26
Há poucos dias os olhares do mundo estavam voltados para Londres, onde se realizaria as famosas Olimpíadas de 2012. Víamos o entusiasmo e o empenho dos participantes, alem do sonho de conquistar uma medalha de ouro, prata ou bronze.
Muitos atletas passaram grandes dificuldades para chegar ao lugar das Olimpíadas, por falta de recursos ou de patrocínio; porém todo sacrifício era válido, para participar da competição.
Olhando para o passado, para a Grécia antiga, berço das Olimpíadas; veremos multidões agitadas por uma de suas maiores paixões. Ali se reuniam centenas de atletas para disputar, aplausos, fama, alem de um prêmio, uma coroa ou grinalda. É provável que o apóstolo Paulo conhecesse profundamente os costumes e a cultura daquele povo se sentisse motivado ou contagiado pelos acontecimentos decorrentes, ao escrever aos irmãos de Corinto como acima vemos. Ele fala em duas modalidades que ali se disputava: a corrida e a luta. Na vida cristã não é diferente nós estamos em uma corrida que nos foi proposta, e todos querem chegar à meta, ao nosso alvo; Temos pela frente uma luta constante em que os covardes não suportam e desistem, porém os valentes  de Jeová persistem nela até o gongo tocar e chegarmos  a nossa completa vitória, pois ela não é contra carne e sangue, mas contra principados e potestades.
Portanto nós também, pois, que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia e corramos com paciência a carreira que nos está proposta.” Heb. 12: 1. Como bons atletas, precisamos estar livres dos embaraços desta vida, a fim de que nada nos impeça concluir o nosso objetivo. O mundo nos olha de perto, nossa conduta, nossa postura, enfim, o nosso dia a dia.
Não ambicionemos aplausos e reconhecimentos, pois as nuvens de testemunhas esperam que sejamos diferentes e nesse estádio que em grego quer dizer “campo de corrida”, somos muitos e ao contrário dos atletas gregos, em que um só levava o prêmio, todos os que chegarmos à Meta, seremos vencedores e coroados. “Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.” Mt. 5: 16. Podemos avaliar o valor da luz, quando repentinamente falta a energia elétrica, as trevas tomam conta do ambiente; da mesma forma podemos avaliar o valor do nosso testemunho e a sua extensão diante do mundo, é, portanto nossa responsabilidade dissipar as trevas que estão ao nosso redor.
Existe uma modalidade de corrida com obstáculos: um, dois, três, obstáculos, alguns tropeçam e caem; na nossa corrida, como Atletas Cristãos, e participantes dessa Olimpíada permanente da Fé, não são menores os obstáculos que se nos interpõem, pois o diabo o nosso grande adversário procura nos desestimular, desanimar, e fragilizar a fim de deixarmos a carreira inconclusa. Porém o Espírito Santo nos lembra que o reino dos céus é tomado com esforço, respiramos fundo, e o próprio Espírito nos sussurra, “...correi de tal maneira que alcanceis.”
Há os que se alistam somente para participar, porém sem compromisso, e para esses qualquer resultado satisfaz, por isso não observam disciplina, nem normas e muito menos treinamento; é apenas um participante em meio aos outros.
Há no Brasil uma maratona famosa chamada São Silvestres, no dia da corrida os canais de TV se posicionam para fazer a cobertura, milhares de pessoas se acotovelam na disputa de serem filmadas e assim terem seus segundos de fama. Após a arrancada vão desistindo e ficando pelo caminho. Mas em meio a esses estão os verdadeiros atletas, que suam a camisa, perdem peso, mas nada os faz desistirem, esses têm compromisso com o seu nome, e com o país que representam; “Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida” Ap. 2:10
Para ser um atleta e disputar a Olimpíada Cristã, é necessário: disciplina, obedecer a normas, exercício, e abster- se  das coisas desta vida. “Esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.”Fp.3: 13, 14
Se queremos subir ao Pódio, como um bom Atleta Cristão, precisamos pagar o preço, lutar legitimamente a fim de não sermos envergonhados.   
Rosa Maria Cunha

domingo, 23 de setembro de 2012

O TRIUNFO DO AMOR



Os capítulos 52 e 53 do livro do profeta Isaias, retratam um dos quadros mais belos da Bíblia. Trata-se do amor de Deus na sua manifestação mais sublime: como pasmaram muitos à vista dele, pois seu parecer estava tão desfigurado, mais do que outro qualquer. (52:14) Mas Ele foi ferido pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas iniqüidades: o castigo que nos trás a paz estava sobre Ele e pelas suas pisaduras fomos sarados (53:5). 

Diz-se que a narrativa desses dois capítulos é tão vívida nos pormenores que quase se diria ter estado Isaías ao pé da cruz; os fatos são tão claros que ele colocou a narrativa no passado como se já houvesse acontecido. É bom esclarecer que o livro do profeta Isaias foi escrito cerca de 700 anos antes do Calvário. 

Só mesmo a ação direta do Espírito Santo poderia fazer com que fosse montado todo o cenário do Calvário para o Triunfo do Amor. O próprio profeta Isaías já vaticinava no capítulo 9 a respeito do advento do Messias, e no versículo dois diz: “O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz.” Ele acompanha desde a anunciação até ao Calvário onde culminaria a ação máxima do Triunfo do Amor. 

Voltando a falar da trajetória de Jesus, nós podemos dizer que ele sabia da sublimidade de sua missão, no entanto, esperou pacientemente o cumprimento do tempo de Deus, o Pai, como diz Paulo em Gl.4:4,5 “Mas vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos”. Isso é amor! 

O jovem Galileu enquanto aguardava o tempo do Pai exercia as suas funções na carpintaria: cortando paus, serrando madeira, fazendo cadeiras, bancos, mesas etc. Tinha as suas mãos calejadas pela dureza do trabalho que era totalmente artesanal, por isso mesmo Isaías 53:3 Diz:”...homem de dores experimentado nos trabalhos...”. O povo que vivia no bairro não o conhecia, os que compravam seus móveis, não o conheciam, até que um dia ele fecha a carpintaria, joga o seu manto sobre os ombros e caminha ao Jordão, ali no ato de cumprimento de toda a justiça de Deus, ele teve o testemunho do Pai: “Este é o meu Filho Amado, em que tenho prazer”. 

Trinta anos de idade, três anos de ministério. Dez anos de preparação para cada ano de ministério; amado por muitos, perseguido por outros, porém nada e ninguém podem impedir o Triunfo do Amor. O ministério de Jesus teve a sua marca registrada: o Amor. 

Vivemos hoje em uma época de grande desamor, a maior crise que o mundo atravessa não é a pobreza, não é a fome, é a falta de Amor. Por que há tanta guerra? Ataques terroristas? Mortes? Por quê os interesses políticos, econômicos e até sociais afloram tão veementementes? É a falta de Amor. “O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”(l Co. 13: 7 ) 

Hoje se mata até em nome de Deus, da religião, da liberdade, da paz, mas a religião de Jesus, que ele ensinou e viveu foi o Amor, e quem ama não mata. Enquanto os homens matam os seus inimigos, Jesus morreu por eles. “PORQUE Deus amou ao mundo de tal maneira que deu Seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna” Jo. 3: 16 Isto é fazer triunfar o Amor que foi derramaUdo em nossos corações através de Cristo Jesus.

Na oração sacerdotal Jesus disse: "E glorifiquei-te na terra  tendo consumado a obra que me deste a fazer” Jo. 17: 4. Ele consumou a Obra dando o grande brado na cruz: Está consumado. Toda a terra se abalou, o sol escureceu, mortos ressuscitaram pela força daquele brado. Os que estavam ao pé da cruz, inclusive o centurião, ficaram assustados porque nunca tinham visto um homem morrer tão cheio de vida. Era o Triunfo do Amor. Após três dias , o mesmo Jesus ressuscitou com poder e grande glória, para que nós os beneficiários de tão grande sacrifício vivêssemos de triunfo em triunfo e de vitória em vitória , semeando o Amor, a União e a Paz. SHALON ADONAI!
Rosa Maria Cunha

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

RELEXÃO DE KAREEN GIOVANA MAGALHÃES CUNHA


Hoje pela manhã, à caminho da Embaixada, enquanto enfrentávamos o trânsito pesado da EPTG, me encantei observando os ipês floridos... amarelos, cor-de-rosa, brancos... todos incrivelmente lindos! Como essas árvores poderiam ficar tão lindas e floridas em um tempo tão seco como este em Brasília? Só mesmo por uma pré determinação de um maravilhoso Criador, que através de pequenas coisas nos traz grandes lições. 

Pesquisei no Wikipédia sobre essa espécie de árvores e duas características dela me chamaram a atenção: Quanto mais frio e seco for o inverno maior é a intensidade da sua florada, e, suas raízes de sustentação e absorção são vigorosas e profundas.

Nesse tempo prolongado de sequidão em Brasília, seca-se a pele, o cabelo, seca-se a erva e todos ficamos ansiosos pela chegada dos primeiros dias de chuva que nos trazem um novo clima, um novo alento e uma nova cor. 

Podemos comparar os dias de seca em Brasília, aos dias difíceis em nossas vidas. Tempo de lutas, tempo de dores, tempo de caminhada dura. Quando seca-se a alma, a fé e os sonhos. Tempo em que nos sentimos como a própria terra seca que anseia pela chuva. Muitas vezes esse período de sequidão se prolonga tanto em nossas vidas que parece murchar até mesmo as esperanças de uma primavera. Ficamos como o povo levado cativo à Babilônia, nem canção há mais em nossos lábios. Como seria possível alegrar-se em tempos difíceis? Como seria possível florescer em dias tão secos? 

Em Salmo 92, versículo 13 diz: "Os que estão PLANTADOS na casa do SENHOR florescerão nos átrios do nosso Deus". Essa é a receita! Vejam o quanto isto é importante. Para que uma árvore esteja plantada é necessário que tenha raízes, pois são elas que dão sustentação à árvore e transmitem os nutrientes necessários ao tronco, galhos e folhas. Para florescer, nós também precisamos estar arraigados à presença de Deus recebendo o alimento necessário, o ensinamento das Escrituras que é a nossa água. A palavra do Senhor diz que os que tem prazer n’Ele são como árvores plantadas junto a corrente de águas. São essas águas, é a Sua palavra que manterá viva a nossa esperança mesmo em dias de estiagem, quando tudo afora parecer seco e sem vida. E não é uma questão de otimismo, mas de esperança viva, real! Há uma frase de Rubem Alves que diz “esperança é o oposto do otimismo. Otimismo é quando, sendo primavera do lado de fora, nasce a primavera do lado de dentro. Esperança é quando, sendo seca absoluta do lado de fora, continuam as fontes a borbulhar dentro do coração.” Eu diria que essa fonte é a Palavra do Senhor! Essa era a fonte que borbulhava no coração de Habacuque e o permitia declarar “Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide, o produto da oliveira minta e os campos não produzam mantimentos... Todavia eu me alegrarei no Senhor. Exultarei no Deus da minha salvação!” 
Em Isaías 35 Ele diz “o deserto e o lugar solitário se alegrarão; e o ermo exultará e florescerá como a rosa. Abundantemente florescerá, e também jubilará de alegria e cantará”. Temos promessas do Senhor. Apeguemo-nos a cada uma delas e floresceremos o ano inteiro! Beijos!!

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

GRANDE FESTA EM MONTALVÂNIA MG. 26-29/07


Viajamos no sábado dia 21/07/2012, eu, minha esposa, Kelly e Sophia integrávamos a caravana, foi uma viagem bem divertida e os 700 kms, foram vencidos facilmente às 17h estávamos sendo recebidos em Montalvânia pela família missionária: Kleber Aline e Antonella.

                                                      CERIMÔNIA DE 15 ANOS
    A Igreja já estava em movimento, tanto o templo como a área externa estava muito bem adornados, às 19.30h o povo começou a chegar para participar de um lindo evento: A cerimônia de 15 anos da Jeovana filha do querido casal, Ronaldo e Ana Maria, uma preciosa família de novos convertidos que já fazem parte da Nova Vida em Montalvânia.  O Kleber e Aline sempre mui criativos nos surpreenderam com uma cerimônia digna que trouxe muita alegria para os familiares e a todos nós os participantes. Após a cerimônia fomos ao pátio interno do templo e aí participamos de um coquetel  muito gostoso.                          


A parte externa do templo estava muito bem adornado


A entrada da aniversariante, que o fez cantando uma linda canção!

Jeovana cantando no púlpito

A linda Jeovana sendo homenageada

Momento em que o Missionário Kleber orava pela aniversariante

Jeovana Lemos e os pais Ronaldo e Ana Maria 
Aniversariante cortando o bolo


No domingo dia 22, tivemos a tradicional escola Bíblica e a noite um lindo culto de celebração ao Senhor, aí fomos convidados para ministrar a Palavra do Senhor. Deus foi muito generoso com todos nós naquela noite e consequentemente fomos grandemente abençoados.
A semana que se iniciava foi de muita correria para o missionário Kleber e Aline, e ainda que quiséssemos ficar de fora não tinha como. Foi um corre, corre intenso nos preparativos para receber as caravanas de deveriam chegar e os preparativos de palco e equipamentos para a grande festa que começaria na quinta feira.


  • INAUGURAÇÃO DO NOVO TEMPLO EM PITARANA - CONGREGAÇÃO DE MONTALVÂNIA
Dia 26 às 19h estávamos na localidade de Pitarana juntamente com o Missionário Kleber e uma boa caravana da Igreja em Montalvânia, O Bispo Antônio e sua esposa irmã Ester, Pastor Filemon e sua esposa, Pastor José Ortuan e outros pastores procedentes de Brasília para participarmos da inauguração do novo templo da Igreja de Nova Vida em Pitarana.  Foi um evento marcante para aquele pequeno povoado, visto que o templo inaugurado é o prédio mais bonito e imponente daquela localidade. Também como convidado de honra aí estava o Sr. Prefeito do Município Padre José, que juntamente com o Bispo e outros pastores cortaram a fita simbólica de inauguração do novo templo.
Agora no interior da nova casa de oração, o culto prosseguiu com um lindo louvor dirigido por irmãos de Montalvânia e o tecladista Cleber e sua equipe de Brasília que prestigiaram toda aquela grande festividade. Os oradores naquela oportunidade foram o Prefeito e finalmente o Bispo Antônio Costa. Louvamos a Deus por aquele grande evento que representa uma grande vitória para a obra de Deus naquela tão carente região. Aproveitamos para parabenizar ao Bispo Antônio Antonio Costa pelo seu incansável esforço, ao Missionário Kleber que é o atual pastor daquela congregação, e a nossa Igreja Sede na 412 Norte como a mantenedora mais forte do Projeto Sertão. Que Deus abençoe e recompense a todos!

O novo templo, com uma linda casa pastoral nos fundo com duas suítes, salas para crianças, refeitório, banheiros etc.

Parte da multidão que participou da inauguração.

Missionário Kleber juntamente com o Bispo Regional, Antônio Costa em frente a porta que logo seria aberta ao público

O Bispo em seu discurso antes de abrir a porta

Prefeito do Município de Montalvânia  Padre José ao lado do Bispo, participando do ato de inauguração.

Três casais unidos no mesmo ideal: A obra de Cristo!
Após a abertura das portas o povo começa a entrar e tomar lugar.



O Missionário Kleber  é quem dirige a reunião 

O louvor foi muito lindo, alguns irmãos vieram de Brasília para ajudar neste ministério.

O templo ficou dentro da Igreja; havia mais gente fora do que dentro!

A alegria e o gozo do Senhor era contagiante.

O Prefeito da cidade falou em nome da comunidade cochanina,  externou sua amizade pelo Bispo e admiração pelo trabalho prestado pela Igreja de Nova Vida ao longo dos seis anos de existência em Montalvânia e na Região. 

O Coral das Déboras de Montalvânia louvando ao Senhor.

Missionário Kleber e sua versatilidade!

Paulo Cesar, um dos baterista da Igreja em Águas Claras, veio colaborar trazendo todo seu equipamento!

Bispo Antônio trazendo uma palavra  fazendo o desfecho geral do evento.
No final o povo entrou para tomar um saboroso caldo e conhecer as instalações anexas ao lindo templo.

Na sexta feira dia 27, desde muito cedo o missionário estava girando pela cidade com o carro de som anunciando o primeiro culto ao ar-livre ao lado do templo com a participação especial do Grupo Tempero do Céu. Durante a noite estava sendo montado um grande palco e o som altamente Professional, era uma movimentação muito grande na cidade. A tarde foi instalado brinquedos para as crianças: pula, pula e muitos outros, barraca para venda de diferentes lanches também foi montada. Essa foi a primeira reunião alusiva ao 6º Aniversário de fundação da Igreja de Nova Vida em Montalvânia, o Pastor Inezilo Cunha foi o convidado especial para pregar em essa noite, em seguida sua pregação o Grupo Tempero do Céu fez o Show tão esperado pela comunidade  
         
 1ª MARCHA"CELEBRANDO A VIDA" EM MONTALVÂNIA

No dia seguinte, sábado as 5 da tarde nos concentramos em frente ao Supermercado Estrela com toda a Igreja de Montalvânia, caravana de Juvenilia, Poções e  Pitarana, representantes da Igreja Batista Paz e Vida, da Assembleia de Deus (Madureira) e outros tantos que atendendo o convite do Missionário estavam presentes para participar da 1ª Marcha “CELEBRANDO A VIDA”  na cidade de Montalvânia. Durante o trajeto louvávamos a Deus com vários carros de som, o Missionário Kleber fazia a locução. Em todo o centro comercial parávamos  e fazíamos orações abençoando cada loja, cada comércio mencionando os nomes de todos os proprietários. Paramos em frente ao Fórum da cidade e aí fizemos uma oração pelas autoridades daquele Orgão. Em frente a Câmara de vereadores, da Prefeitura Municipal e finalmente paramos na Praça Principal e oramos por toda a comunidade Cochanina. Pastor Naldo de Juvenilia e esposa, Pastor Inezilo e sua esposa, Pastor Marcelo Magalhães e sua esposa acompanharam o Missionário Kleber e sua esposa nessa linda marcha pelas principais ruas de Montalvânia, orando e abençoando o povo daquela cidade. Prosseguindo a marcha chegamos em frente a Igreja e aí estávamos sendo esperado pelo Bispo Antônio e irmã Ester, Pastor Filemon e sua esposa que mui impactados fizeram uma fervorosa oração de agradecimento a Deus.





Obreiro da Igreja Batista Luz e Vida de Montalvânia, orando pelo Fórum e suas autoridades

Pastores orando e abençoando a cidade



Missionário Naldo orando pelos comércios do lado direito da Avenida

Missionária Rosa Maria orando pelos comércios do lado esquerdo da Avenida


Pastor Marcelo orando pela Prefeitura Municipal


O povo estava alegre  e esperava enciosamente pelo início do grande culto. 

O Bispo Antônio Costa recebeu a Marcha ao lado do templo e fez uma fervorosa oração pela cidade de Montalvânia.

  •  2ª NOITE DE FESTA ALUSIVA AO 6º ANIVERSÁRIO DA NOVA VIDA EM MONTALVÂNIA

Já era 19h e a multidão permaneceu esperando o momento do grande culto da segunda noite de festa alusiva ao 6º Aniversário. Às 19.30, começou o grande culto com a participação de Juvenilia, a Missionária Annes ministrou alguns coros em seguida o Pastor Marcelo Magalhães de Águas Claras DF, pregou a Palavra de Deus, várias pessoas confessaram publicamente a Jesus como Senhor e Salvador, em seguida a Banda Tempero de Céu, tomou o palco para a sua linda apresentação envolvendo aquela grande multidão com o seu contagiante ritmo de forró Gospel.

O palanque estava montado, fazendo alguns ajustes no som

Vários brinquedos estavam instalado durante toda a tarde.

Irmãs da Igreja se revesavam atendendo e brincando com as crianças.





Missionária Anne de Juvenilia ministrando louvores a Deus.

Tribuna de honra


Grupo de teatro da Igreja local.

Pastor Marcelo Magalhães de Águas Claras DF. Ministrava com muita autoridade a Palavra de Deus e como resultado final várias pessoas confessaram publicamente a Jesus como senhor e salvador pessoal.

Momento da oração pelos que aceitaram a Cristo.

Havia gozo e unção de Deus naquele lugar.

O tão esperado TEMPERO DO CÉU tomou o palco e fez um lindo show Gospel com o seu tradicional  rítimo de forró.



Entre tantos outros, Antonella e Sophia estavam atentas e deslumbradas!

Esse evento deixou saudades para Montalvânia e para todos nós que participamos. A Gloria seja dada ao nosso grande Deus e o reconhecimento aos incansáveis organizadores. 


  •  5º BATISMO REALIZADO PELO MISSIONÁRIO KLEBER EM 2 ANOS DE PASTORADO


Finalmente, no domingo dia 29 pela manhã tivemos uma abençoada reunião, o grupo vocal liderado pelo tecladista Cleber (Brasília) fizeram a ministração do louvor abençoando grandemente a todos os presentes. O Pastor Ortuan (Paranoá) estava convidado para pregar nesta manhã, em seguida o Missionário Kleber efetuou o Batismo nas Águas de 12 novos membros da Igreja. Foi um momento de muita alegria e emoção para todos nós os participantes. Veja as fotos:

Momento de louvor e adoração!

Pastor José Ortuan estava convidado para ministrar a Palavra de Deus.

!2 candidatos novos convertidos desceram as águas batismais em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo

Missionário Kleber ao lado do diácono Caetano que o ajudaria na cerimônia.

ENCERRAMENTO DA FESTA COM GRANDE SURPRESA! 

A noite às 19.30, a festa continuou, não sabemos se o céu desceu ou a terra subiu, o que sabemos é que sentimos o calor da presença real de Deus, o louvor foi lindo, as apresentações especiais tocaram profundamente em nossos corações, as crianças, o ministério de dança, o grupo de teatro, o Coral  das Déboras, e a homenagem prestada ao fundador do Projeto Sertão, Bispo Antônio Costa e a todos os pastores e missionários que por ali passaram até  chegar no Missionário Kleber e sua esposa Missionária Aline Ramos que na oportunidade completavam dois anos que ali chegaram e substituíram o Pastor Francisco Costa. No final daquela apresentação o Bispo Antônio e pastor Ortuan estavam muito emocionados, o Ortuan que foi o primeiro Pastor naquela Igreja e esteve por três anos, chorava como criança!. Em seguida o Bispo Antônio Costa trouxe uma palavra de agradecimento e incentivo aos Missionários que lá estão, elogiando pelo cuidado que tiveram em homenagear a todos os missionários que lhes antecederam na liderança da Igreja de Nova Vida em Montalvânia. Logo o Missionário Kleber encerrou com os agradecimentos a todos os presentes.

Missionária Aline foi quem fez a abertura  culto

A equipe de Brasília ministrou o louvor naquela noite.

Ministério de dança da igreja local

Grupo de teatro da Igreja local

A presença do Senhor era real!

A grande surpresa. Uma simples, porém muito objetiva homenagem prestada ao Bispo Antônio fundador do Projeto Sertão e a todos aqueles que passaram por Montalvânia servindo ao Senhor. Cada uma das princesinha representando um ano e a história ocorrida naquele período. 

Foram momentos de alegria e lágrimas!

Pastor Filemon ministrando a Palavra de Deus. 

Momentos finais

Missionário Kleber faz as devidas considerações, agradece a todos e ora encerrando as festividades do 6º aniversário da Igreja e os dois anos de seu pastorados frente a essa  Igreja.